eSports: Santos entra em fase de expansão e monta times de jovens talentos

eSports: Santos entra em fase de expansão e monta times de jovens talentos

Os clubes de futebol estão entrando de cabeça no universo dos eSports. Dos grandes aos pequenos, do Flamengo ao Avaí, cada vez mais os times brasileiros vão experimentando os jogos eletrônicos e abraçando o cenário. O Santos, um dos pioneiros nesse território, agora vive uma fase de plena expansão.

Com equipes que atuam em quatro modalidades — masculina de League of Legends, masculina de Rainbow Six, além de feminina e masculina de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) –, o Santos eSports deve anunciar equipes em outras duas modalidades até o fim deste ano. Em 2019, serão pelo menos mais cinco.

“Essa tendência dos clubes de futebol de ingressarem nos eSports é irreversível. É um investimento que vale muito à pena. Quando as marcas não entram, deixam de falar com esse público. Em algum momento, elas se dão conta. Isso já está acontecendo no mundo todo”, afirma Leonardo Di Prado, diretor executivo de eSports do clube.

O novo momento do time coincide com a chegada de Leonardo, em março deste ano. Ele veio do Team One com o desejo de profissionalizar o clube no mundo dos esportes eletrônicos. Até então, a participação do Santos no cenário era por meio de uma parceria com o time Dexterity. Hoje, o clube a se reposiciona com o próprio nome, Santos eSports.

Isso vem de um entendimento de que o clube, em si, é o que tem força de engajamento e mobilização. “Hoje eu entendo que o Santos é maior do que os atletas. A força comercial do Santos está no próprio Santos. Nos eSports, as mídias do clube continuam sendo mais fortes que a dos nossos atletas.”

Até por isso, diferentemente de outros clubes, a estratégia do Santos não é a de contratar estrelas já consagradas nos jogos eletrônicos, que já tenham uma grande base de fãs. É formá-las. “A minha formação de equipe não parte de fama, parte de desempenho esportivo mesmo. Eu não procuro nomes, eu procuro talentos.”

Segundo Leonardo, a metodologia de trabalho do Santos nos eSports é hoje parecida com a que, no futebol, revelou gerações de Meninos da Vila, como Neymar e Robinho: dar espaço a jovens prodígios, de forma que eles cresçam e tragam resultados. O casting é agenciado pela Talent Experts, parceira do UOL.

“Eu trabalho com foco esportivo, busco melhores atletas para vencer competições. Se no futebol o melhor marketing é o da bola na rede, aqui é o de levantar a taça em torno das conquistas.”

Enquanto as Sereias do Santos conquistaram o tricampeonato da Liga Feminina Gamers Club este ano, o time masculino está classificado para as semifinais da Superliga ABCDE (Associação Brasileira de Clubes de Esports) de League of Legends.

Gigante Richard: streamer de games cresceu com base de assinantes fiéis
Plataforma UOL Start mergulha nas novas narrativas do universo gamer
Quem joga o quê: pesquisa revela perfil comportamental dos gamers
eSports: Shopping em São Paulo ganha espaço para experiências em jogos eletrônicos
eSports: Com ‘skins’ patrocinadas, marcas expandem presença nos games
Evento Greenk engaja geração Z em causa ambiental com ajuda de eSports
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui