André Renzi: Wunderman cria núcleos integrados para operar estratégia 360º para Dell

André Renzi: Wunderman cria núcleos integrados para operar estratégia 360º para Dell

Há dois anos como head de mídia da Wunderman para Dell, André Renzi passou a se dedicar exclusivamente para a marca dentro agência. Segundo o executivo, com o crescimento da fabricante de computadores em dois mercados específicos — pequenas empresas e games –, e com a Wunderman operando uma estratégia 360º para a marca, a agência montou uma equipe dedicada. “A gente testa vários modelos para poder dar o atendimento 360º que a Dell precisa. É uma conta diferente dentro da agência, em que a gente faz desde eventos até toda estratégia digital.”

Para fazer tudo funcionar, a Wunderman criou três núcleos integrados. O modelo está rodando há um ano. Num primeiro núcleo, são trabalhadas as estratégias de topo de funil, como engajamento e consideração de marca. Um segundo mira as de fundo do funil, ou seja, performance. Esse grupo busca transpor as ações em eventos, por exemplo, “e alimentar listas de remarketing para reimpactar essas pessoas e converter em vendas ou em leads qualificados”, explica André. Um terceiro, de ad tech, fica responsável pelas plataformas DMP, DSP, e por apontar quais ferramentas e formatos usar no digital em cada campanha. “Apesar de serem núcleos, eles precisam ser integrados para entender o que está sendo feito de marca e consideração, para que a gente possa performar.”

Missão: rejuvenescer a marca

Tudo isso atua alinhado com o branding. Quando assumiu o posto na Wunderman, André recebeu junto a missão de reposicionar a marca. “A Dell sempre foi vista como muito corporativa. Nosso desafio foi rejuvenescer a marca, deixá-la mais cool para ter mais contato com jovens”, afirma. Para isso, a Wunderman começou a atuar em alguns territórios, e buscar associar a marca ao entretenimento, por meio da música e participação em festivais que reúnem gamers. Um exemplo foi a campanha que levou consumidores a um show em Miami com a cantora Kate Perry. Outro é a presença por dois anos seguidos da marca no Brasil Game Show.

Paralelamente, mais uma estratégia foi trabalhar o portfólio de games, que veio crescendo ao longo dos anos. O lançamento da linha Alienware, de máquinas mais robustas, e na sequência linhas mais acessíveis também voltadas a jogadores, se alinharam à ideia de jovialidade para a Dell. Mais do que isso, de forma inovadora em relação a outras marcas. “A gente nadou muito forte num mercado sem concorrência. Agora que as marcas estão se posicionando no meio de games, que é um mercado muito novo.”

Em termos de marketing, o trabalho com o segmento de gamers passa por parcerias. Com a costura da Wunderman, a Dell patrocina times de e-Sports, treina aspirantes a jogadores profissionais, trabalha com influenciadores, além da presença em eventos. A partir desses pontos de contato, gera conteúdo em parceria com veículos e plataformas: “A gente usa demais os parceiros, porque se for parar pensar, a Dell não é produtora de conteúdo. Alianças são superimportantes e ajudam a engajar. Trabalhamos com UOL, Twitch, YouTube e também com parceiros de TV a cabo. A novidade é que agora as pessoas também gostam de acompanhar os jogos nesses novos espaços.”

Para o nicho de pequenas empresas, a estratégia também une presença em eventos, produção de conteúdo e mídia digital. “No evento Day1, com a Endeavor (instituição que apoia empreendedores), fizemos transmissão online, captação de leads. Além disso, branded content é um formato trabalhado pela Wunderman para a Dell. No projeto Tecnologia Acelerando Ideias, desenvolvido pelo UOL Content_Lab, o foco foi falar de como a tecnologia ajuda empreendedores a se conectar com pessoas. “O UOL foi um dos poucos parceiros que conseguiram agregar força de conteúdo e volume de audiência muito qualificado.”

Minibio

Graduado na Western Oregon University (EUA), o publicitário André Renzi iniciou sua carreira como mídia ao lado de produtores de conteúdo, como UOL e Sony Pictures. Depois, migrou para as agências. Passou por DNA Solutions e Media Contacts, como media manager. Entrou na Wunderman em 2008, onde já foi media manager e media director. Há dois anos, é head de mídia para a Dell na Wunderman.

Ane Lopes: como a Claro se apropriou do ‘novo’ em sua comunicação
Paulo Ilha: DPZ&T modernizou processos para acompanhar transformações da Natura
UOL estreia estúdios integrados à cidade com sabatinas a candidatos
Paula Lopes: Rexona investe em conteúdo para estar onde o consumidor quer
Guilherme Kessel: Sebrae investe em branded content para se reposicionar
Projeto Comprova engaja eleitores no combate à desinformação sobre eleições
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui