DJ Alok, MC Jottapê e Mano Brown: cultura brasileira se insere nos eSports

Reprodução/Video DJ Alok, MC Jottapê e Mano Brown: cultura brasileira se insere nos eSports Entrada de DJ Alok foi ponto alto da cerimônia de abertura de Mundial de Free Fire

A Final Mundial do game Free Fire coroou a inserção da cultura brasileira no universo dos eSports. Realizada pela primeira vez no Brasil, a disputa que sagrou o time do Corinthians contou com a apresentação de estrelas nacionais do rap, funk e música eletrônica totalmente imersos no espírito do jogo, durante a cerimônia de abertura.

Uma música inédita sobre o game, de Mano Brown em parceria com o MC Jottapê — estrela da série “Sintonia”, da Netflix –, foi lançada na abertura do show. A letra traz gírias gamers, fala de jogadas e de espírito de equipe. Detalhe: Mano Brown estava vestido dos pés à cabeça como um dos personagens de Free Fire.

O espetáculo teve ainda seu clímax com a entrada apoteótica do DJ Alok, que surgiu do alto dentro de uma caixa luminosa, tocando a música “Vale Vale”, um dos seus maiores hits, que toca na tela de espera do jogo. O evento foi realizado no sábado (16), na Arena Carioca, no Rio. E teve patrocínio de Burger King e banco Next.me.

Mas a combinação entre música e game não para por aí. Alok se tornou, ele mesmo, um personagem de Free Fire. O avatar do artista já está disponível para compra no jogo. Na cerimônia de abertura do Mundial, inclusive, Alok foi vestido exatamente como seu personagem.

Esse terreno criado pelos games, onde tudo é possível, tem mostrado caminhos ricos na geração de experiências para fãs, e muitas oportunidades para marcas. Ações misturam realidade e ficção, com referências da cultura pop vindas do cinema, histórias em quadrinhos.

Free Fire no Brasil

A relevância do Brasil no cenário de Free Fire reflete a sua popularidade no país. O game mobile estilo battle royale (batalha de sobrevivência) é o mais jogado por aqui em smartphones, segundo a pesquisa “Uso de apps no Brasil”, de junho de 2019, da Panorama Mobile. Pela primeira vez, desde o início do levantamento, um game superou Candy Crush Saga. Já o relatório da empresa de análise Sensor Tower apontou que, em 2018, Free Fire foi o aplicativo mais baixado no país, à frente de apps como Netflix e Tinder.

Tanto sucesso no Brasil se explica, em parte, pelo formato do jogo. Free Fire é “free to play”, ou seja, é grátis para jogar, e lucra com a venda de acessórios para customização de personagens — como o do DJ Alok. Além disso, as partidas são rápidas, acabam em cerca de 15 minutos, permitindo que o game se insira em momentos diversos na rotina dos jogadores.

On e-Stadium, complexo de eSports em São Paulo, nasce com apoio de marcas
Games: homens e mulheres jogam por influência de amigos, especialistas e publicidade
Fanta cria mapa no Fortnite. Aprenda com a marca a jogar nos eSports 
Puma e Umbro se somam a Nike e Adidas na disputa por presença nos eSports 
A hora dos streamers: marcas experimentam poder de influência e engajamento dos gamers
BMW investe em time de eSports brasileiro: veja equipes parceiras de marcas 
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui