Conteúdos de referência podem nascer de necessidades de negócio

Shutterstock Conteúdos de referência podem nascer de necessidades de negócio

Das necessidades de negócios, de evolução e transformação de formatos podem nascer projetos de conteúdo jornalístico independentes, que viram verdadeiras referências para o público. Alguns podem durar anos. UOL TAB e UOL Empreendedorismo — dois projetos superqueridos da audiência — surgiram assim. São exemplos de casamento perfeito entre informação independente, de credibilidade, e um contexto propício ao discurso de marcas que querem se conectar com um público bem-informado.

Há três anos no ar, o UOL TAB é fruto de um esforço conjunto de publisher, agência e experts em desenvolvimento. A ideia era criar um produto editorial inovador, que traduzisse essa nova linguagem que surge do encontro entre internet, mobilidade e público altamente engajado. Num trabalho de cocriação mediado pela consultoria Mesa & Cadeira, UOL, agência África e profissionais de referência em suas áreas se uniram na gestação desse projeto que, quando viu a luz, já encontrou um patrocinador que se identificou totalmente com a proposta. A Vivo foi a marca pioneira que patrocinou o TAB nos primeiros dois anos, com visibilidade de destaque na home do UOL e nas páginas de conteúdo. Depois vieram Hyundai, FCA com Jeep, IBM, Itaú e Nestlé com Ninho.

“O TAB nasceu com a proposta de ser um produto editorial novo, atraente, que trata os assuntos de forma profunda, mas que ao mesmo tempo é leve, inteligível e dinâmico. A gente tinha o objetivo de criar uma outra experiência de informação para os usuários. O formato tinha que ser inovador, multimídia e transmídia, num alto nível de interação. E os temas teriam que acompanhar essa proposta. Era preciso que fossem ligados a disrupção, inovação, tendências de comportamento, trazer grandes histórias, ser sempre algo que, se você ainda não ouviu a respeito, você precisa saber, porque vai acontecer”, afirma Daniel Tozzi, editor do UOL TAB.

O UOL TAB é uma grande reportagem interativa, que pode lançar mão de infográfico, vídeo, games, fotografia. Em cada edição, varia a combinação entre os formatos, e tudo é pensado em equipe: repórter, designers, videomakers assumem várias frentes de produção. É um formato tão marcante que o nome “TAB” virou sinônimo de um novo tipo de produto editorial, até mesmo na própria redação do UOL. “Nenhum veículo segue nesse ritmo há tanto tempo publicando conteúdo especial. Gerou frutos para o restante da redação. Deu uma revigorada em formatos especiais, que criou módulos similares de conteúdo.”

Já para o público, os temas rendem discussões e debates, como as edições sobre ‘shaming’, racismo e parto, mas os números de time spent mostram que o sucesso não vem só de clique e compartilhamento. Vem de interesse em absorver o conteúdo. A média de tempo gasto por leitor em cada edição foi de 5min40s, no último ano. No mobile, a média é de 4min47s. No desktop, sobe para 6min03s. Algumas edições tiveram picos de 7min30s a 8 minutos na média geral. “Considerando as características do mobile, uma pessoa ficar quase cinco minutos numa página é muita coisa”, diz Tozzi.

UOL Empreendedorismo, projeto de ouro

O canal UOL Empreendedorismo é outro exemplo de produto de conteúdo que virou referência. Nasceu há cinco anos como um projeto especial e hoje é uma estação fixa dentro de UOL Economia, com link no menu da home do UOL, tamanha a importância do tema e adesão de público. A proposta foi viabilizada pelo patrocínio do Sebrae. “Era uma área que a publicidade sempre viu como rica para atrair patrocinadores. E, quando finalmente foi viabilizado, se tornou um case para o UOL, tanto de publicidade como de conteúdo, porque atende às duas áreas de forma eficiente. É o nosso caso de maior sucesso de projeto especial, e grande exemplo a seguir”, afirma Patrícia Junqueira, editora de projetos.

O conteúdo produzido é de total independência editorial, com rigor jornalístico, sem conflito de interesses ou intervenção publicitária, o que garante a credibilidade. “Pelo fato de ser um assunto de relevância editorial, é um sucesso de audiência, atrai pessoas que querem abrir um negócio, ter sua independência financeira.”

O tema de empreendedorismo já era coberto pelo canal de economia, mas não de forma regular. Com o projeto, todos os dias, de segunda a sexta-feira, é publicada uma matéria com foco no tema. Nas métricas internas, o canal sempre teve uma audiência significativa e crescente, com repercussão nas redes sociais, e grande engajamento. No último ano, foram 6,5 milhões de visitas.

Grandes histórias costumam ser as que mais atraem o público. Mas a abordagem sempre busca mostrar as dificuldades que o empreendedor enfrentou e como foram superadas, sempre com um posicionamento de um especialista independente, apontando possíveis riscos para quem deseja seguir o mesmo caminho.

UOL VivaBem chega como plataforma de referência em saúde e bem-estar
Brasileiro é mais favorável à publicidade, diz CEO da Kantar EUA
Cinco insights do YOUPIX CON sobre conteúdo de marca fora do YouTube
Blog do Amaury Jr. traz o que os 9 milhões de visitantes do BOL gostam
O que você precisa saber ao planejar uma campanha de native ads
Marcello Braga leva ‘abordagem científica’ à compra de mídia da Caoa
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

capa e-book 2

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui