_Insights

Pesquisa aponta principais gatilhos de compra das promoções e cashback

Imagem: Karolina Grabowska/Pexels

A arrancada na digitalização dos hábitos de compra, que vem sendo observada desde o início da pandemia, tornou mensurável o impacto de estratégias do varejo como promoções e cashback. Com isso, marcas conseguem perceber mais precisamente os resultados de suas ações. Mas quais são os gatilhos de compra considerados pelas pessoas ao aderir às ofertas?

Levantamento “Raio-X da Promoção 2021”, realizado online pelo Portal da Promo, página especializada em ofertas, consultou mais de 2.300 consumidores entre seus visitantes em todo o país, para entender o que funciona melhor dentro da mecânica das promoções. Os números trazem insights para o planejamento de campanhas de varejo, segundo Pérola Freeman, CEO da plataforma. E são relevantes também em momentos de alta concorrência, como datas festivas.

“Com as promoções acontecendo cada vez mais apoiadas no digital, por meio dos dados gerados por essa interação, é possível identificar preferências e gatilhos que determinam a participação e desenhar campanhas mais adequadas para cada público e cada data promocional, como por exemplo a Páscoa, afetada pela pandemia assim como foi o carnaval”, afirma a executiva.

No questionário, foram apresentadas a todos os participantes as 10 campanhas de grandes marcas mais acessadas no site em 2020. Entre os respondentes, 71% se lembravam de ao menos uma delas, e 41% participaram de pelo menos uma das campanhas.

Veja três gatilhos de compra das promoções e cashback identificados pela pesquisa:

1. Discurso de mudança de vida

Para o awareness, segundo a pesquisa, um gatilho identificado nas promoções da modalidade “compre e concorra” está no discurso. No ranking das promoções mais acessadas lideram campanhas com mensagem de “mudar de vida” e de “parceria no momento de dificuldade, por conta da pandemia”. São elas: em primeiro lugar, “Guaraná Antarctica – Promoção Ajuda Guaraná”, seguida de “Ypê – Promoção É bom, é do bem, é Ypê” e “P&G – Promoção P&G me Abastece”. Isso também acontece no  top of mind, em que as três mais lembradas foram “Ypê – Promoção É bom, é do bem, é Ypê”, “Guaraná Antarctica – Promoção Ajuda Guaraná” e “Friboi – Promoção Friboi”.

2. Facilidade para participar

A mecânica das promoções também conta muito na adesão dos consumidores, segundo a pesquisa. Entre os motivos que mais fazem com que as pessoas entrem nas campanhas, lidera a facilidade para participar, para 57% dos respondentes. A razão aparece muito à frente da relação com a marca em si, já que 31% disseram que aderem às ações porque conhecem as marcas. Já os prêmios são menos decisivos: apenas 13% decidem participar pelo alto valor da premiação.

3. Ser digital e desburocratizada

Outros fatores relacionados à mecânica das campanhas são decisivos para a participação dos consumidores, sendo a desburocratização e a praticidade digital dois pontos muito relevantes. Os principais facilitadores apontados na pesquisa são, em primeiro lugar, “Não precisar guardar o cupom fiscal” (para 40%), seguido de “uso de tecnologias como WhatsApp e QRCode” (31%) e “Cadastro com poucos dados” (29%). No recorte de  campanhas de cashback, chama a atenção a faixa etária entre 18 e 24 anos, para quem o uso de tecnologias como WhatsApp e QRCode é o principal facilitador para 46%.