_Insights

Black Friday e Natal: Cupons e cashback serão estratégicos nas datas, diz pesquisa

Imagem: Reprodução

Com a forte digitalização dos hábitos de compra, acelerada nos últimos meses pela pandemia, as vendas online serão prioritárias nas estratégias do varejo para Black Friday e Natal. Nesse campo megaconcorrido, oferecer cupons e cashback fará diferença na decisão de compra, segundo a pesquisa “O Caminho para a Retomada: os Picos de Venda para 2020 Repensados”, da Rakuten Advertising.

Perguntados sobre os principais fatores de influência na hora de comprar, 50% dos brasileiros consultados apontaram cupons e cashback. A pesquisa que ouviu 8 mil pessoas pelo mundo, sendo 1.016 no país, traça um amplo panorama sobre os impactos da covid-19 no comportamento de consumo mundial, apontando para as intenções de compra nas datas promocionais.

Com esse índice, o poder de influência dos cupons e cashback aparece à frente do persuasivo frete grátis (43%). Outros 20% responderam que são motivados quando têm extrema necessidade para comprar algo, e 14% acabam realizando uma compra quando recebem o salário.

Sabemos que a Black Friday deste ano será maior no digital que nos outros anos, devido à migração das pessoas para as compras online. Os cupons e cashback são algo que realmente influenciam os brasileiros no momento da compra. Por isso, as marcas devem olhar para estratégias deste tipo ”, afirma Luiz Tanisho, VP global e country manager da Rakuten Advertising no Brasil.

Na visão do executivo, os dados ainda mostram que o marketing de afiliados — que movimenta o mercado de cupons — se tornou tática relevante para alavancar vendas na Black Friday e Natal. “Com as pessoas navegando mais tempo pela internet nesta pandemia, o marketing de afiliação é extremamente atrativo para as empresas”

No pós-pandemia, a relevância dos canais de venda digitais se mantém acelerada. A maioria dos brasileiros ouvidos (86%) declararam que pretendem continuar comprando online na Black Friday e no Natal, sendo que 31% planejam fazer isso usando um dispositivo móvel.

O momento é de aderência à comunicação das marcas, segundo o levantamento: 38% declararam estar abertos a receber qualquer tipo de publicidade durante o período da Black Friday e Natal.

Economizar é preciso

A estratégia de cupons e cashback funciona especialmente num momento econômico em que as pessoas buscam compras mais racionais e inteligentes, segundo Ivan Zeredo, diretor de marketing do Cuponomia, site especializado em descontos da rede da Rakuten. “Esse período de isolamento reforça a necessidade de economia. As ofertas com cupons e cashback surgem como opções para comprar de forma consciente e poupar dinheiro”, diz.

Tanto que as compras com uso de descontos pelo site tiveram alta significativa desde o início da pandemia. A categoria de celular e smartphone, por exemplo, cresceu 359% desde março. Outras categorias com aumento notável foram cursos e aulas (224%), informática (126%), farmácias (118%), utilidades domésticas (118%), animais e pet (89%) e alimentos e bebidas (78%).