Conheça 7 práticas para bombar resultados de campanhas com native advertising 

Reprodução/Vídeo Conheça 7 práticas para bombar resultados de campanhas com native advertising 

Marcas que buscam impactar seus públicos de forma mais natural na jornada do consumidor, sem interromper ou invadir a experiência de consumo de conteúdo, encontram nos native advertising, ou native ads, um formato bastante amigável. Por ser integrado ao layout das plataformas onde o anúncio é veiculado, esse tipo de publicidade tem alto potencial para gerar engajamento e identificação.

Basicamente, os native ads inserem chamadas de texto e imagem com a mensagem de marca em plataformas de conteúdo digital que falam de assuntos que conversam com seus públicos. Como não são um formato de estrutura rígida, possuem um dinamismo que se adapta às características gráficas e ao contexto da página.

Para garantir uma melhor performance, algumas práticas são vitais na estratégia. O UOL Ads realizou uma live sobre o assunto com especialistas. Veja 7 modos de aumentar os resultados com native advertising, segundo eles:

1. Alinhe a mensagem ao objetivo da campanha

A prática pode parecer básica, mas alinhar as peças publicitárias ao objetivo da campanha pode não ser tão simples. Em campanhas de performance, esse alinhamento é mais direto. Se o objetivo é chamar o público para uma ação específica, isso precisa estar claro na mensagem de texto. O desafio é fazer isso de forma atrativa. Um modo inteligente é criar uma mensagem que faça sentido dentro do contexto da plataforma. Já se a ideia é envolver a audiência numa ação de branding, esse convite pode levar o público a continuar com a marca num link proprietário, ou numa experiência digital de conteúdo, por exemplo.

2. Conte histórias

Trabalhar narrativas está na alma da publicidade. E os native ads que estão inseridos em enredos de marca, ou que atraem a audiência para conhecer histórias de pessoas, têm mais chances de engajar a audiência. Segundo dados do UOL Ads, uma mesma campanha publicitária pode ter um incremento de até 285% de interações do público quando a mensagem traz uma narrativa que gera esse tipo de conexão emocional.

3. Humanize a comunicação

Mesmo quando não há uma história a ser contada, é possível tornar a mensagem mais próxima da audiência por meio das imagens. Quando o native ad expõe fotos de pessoas no lugar de produtos, os resultados são sensivelmente melhores. Segundo testes dos especialistas, numa mesma campanha, imagens de pessoas podem fazer a taxa de cliques subir em até 107%. “Quando a gente humaniza a comunicação, o resultado muda da água para o vinho. A gente já analisou isso em centenas de campanhas”, afirma Leandro Ramos, gerente do UOL Ads.

4. Ofereça informações relevantes

Por estarem inseridos em plataformas de conteúdo, o contexto é favorável para que as marcas trabalhem mensagens de forma mais aprofundada nas campanhas. Quando os native ads oferecem informações relevantes e trazem descrições mais completas na mensagem, o interesse da audiência aumenta. O incremento de cliques pode chegar a 187%, por exemplo, segundo análises dos especialistas.

5. Abuse das listas

Enumerar razões, dicas, sinais para atrair a audiência à mensagem da marca funciona. As listas provaram ser sedutoras e capazes de despertar a curiosidade do público para os mais variados assuntos. Elas podem fazer a taxa de cliques subir em até 52%, segundo análises dos especialistas. Além de simplificar a estrutura do conteúdo, as listas são uma forma eficaz para marcas oferecerem informações relevantes que conversam com diversos momentos da jornada de seus consumidores.

6. Chame as pessoas à ação

Nos natives ads, as mensagens que sugerem uma ação, usando verbos no imperativo, como “veja”, “saiba”, “conheça”, por exemplo, têm mais efetividade não apenas nas campanhas de performance, como também nas de branding. O índice de conversão, com o uso dessa forma verbal, pode ser até 38% mais alto. Isso mostra como o desempenho de uma campanha pode mudar com algumas sutilezas, segundo os especialistas. “São detalhes que transformam o panorama do anúncio”, diz o designer Rodolfo Lugli.

7. Use linguagem pessoal

Personalizar a mensagem, com a ajuda de pronomes pessoais que falem diretamente à audiência, faz com que os native ads ganhem mais destaque em meio à disputa de atenção na internet. A taxa de clique pode variar em até 29% apenas com a troca de um artigo (“o”) por um pronome pessoal (“seu”). “Se eu estou falando com pessoas, como eu me conecto com elas? Como desperto a atenção para a minha mensagem?”, provoca Leandro ao dizer que, em todas as campanhas de native ads, é importante se fazer essas questões para uma mensagem mais efetiva.

Acompanhe as próximas lives no Facebook do UOL Ads.

Compras na Black Friday são menos impulsivas e mais planejadas, diz pesquisa
UOL Ads: plataforma self-service simplifica compra de mídia em conteúdo premium
No mobile, publicidade que integra conteúdo e UX é desafio para as marcas
Ferramenta dinâmica ajuda marcas a distribuir mídia personalizada em massa
Vicente Varela: retomada da DM9 passa por integrar criação a dados
5 motivos para o ‘audio advertising’ ganhar fôlego na mídia digital
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui