eSports: Em Final Mundial de LoL, marcas são elo entre fantasia e realidade

Reprodução/Vídeo eSports: Em Final Mundial de LoL, marcas são elo entre fantasia e realidade Valise da Louis Vuitton, no centro, é elemento constante na cerimônia de abertura da Final Mundial de LoL

A mistura entre realidade e fantasia — que alguns preveem ser o futuro da comunicação — já acontece nos eSports. E foi magistralmente representada na cerimônia de abertura da Final Mundial 2019 de League of Legends (LoL). Em diversos momentos do espetáculo, com artistas circulando entre hologramas, a diferença entre o real e o virtual de fato desapareceu. Na ponte entre os dois universos, estavam elas, as marcas.

Patrocinadores oficiais, Mastercard e especialmente Louis Vuitton selaram suas posições numa experiência de entretenimento que já começa a ser comparada ao show do intervalo do Super Bowl. Isso porque as finais mundiais de League of Legends, o game competitivo mais popular do mundo, têm elevado ano a ano sua qualidade técnica e artística.

Em termos de público, o campeonato de game já impressiona. O evento realizado na Arena AccorHotels, em Paris, no dia 10 de novembro, teve transmissão ao vivo por plataformas digitais e pela TV fechada. No Brasil, a disputa pôde ser vista em 40 salas de cinema em 16 Estados. Mastercard foi onipresente nas transmissões.

A audiência total do torneio deste ano ainda não é conhecida, mas já se sabe que quebrou o recorde de espectadores simultâneos na plataforma Twitch, ultrapassando a marca de 1,6 milhão estabelecida pelo evento Fortnite Black Hole, e alcançando quase 1,75 milhão de pessoas ao mesmo tempo.

Entre o real e virtual, marca é referência

Embora o troféu do Mundial de LoL tenha ido para a equipe chinesa FunPlus Phoenix (FPX), que abateu a dona da casa G2 eSports por 3×0, é possível dizer que os jogadores campeões não foram os únicos vitoriosos. Louis Vuitton certamente foi uma das vencedoras.

A marca francesa de artigos de luxo tomou o centro do palco, com seu case que abrigava o cobiçado troféu, durante toda a apresentação. Por vezes, era o único elemento possível de identificar como real, em meio ao show de luzes, sombras e hologramas, criando um apoio simbólico para toda a narrativa. O ponto alto do espetáculo é quando a caixa da Louis Vuitton se abre, revelando o prêmio que há dentro. O público foi ao delírio.

Experiência avança na música

Nos eSports, o território que mistura fantasia e realidade avança na música. O grupo musical True Damage, que se apresentou na cerimônia de abertura, por exemplo, foi criado pela Riot Games como parte do universo de LoL.

Os cantores Jeon Soyeon, Becky G, Keke Palmer, Thutmose e Duckwrth representam os personagens do jogo Akali, Ekko, Yasuo, Qiyana e Senna. Aliás, são esses campeões que vestem a nova linha de acessórios da Louis Vuitton, disponíveis para compra dentro do jogo.

Caboré 2019 celebra inovação: veja os vencedores da 40ª edição do prêmio
Federico Goyret: Excelência criativa rende prêmios e alta de vendas para a Renault
On e-Stadium, complexo de eSports em São Paulo, nasce com apoio de marcas
Games: homens e mulheres jogam por influência de amigos, especialistas e publicidade
Mulheres sem pecados: pesquisa do UOL Universa decifra comportamento feminino 
Dione Vasconcellos, da Lola Cosmetics: criatividade e irreverência geram movimentos
×

Ei, psiu! Não vá embora ainda. Confira esta novidade do UOL AD_LAB:

E-book sobre como o uso de dados potencializa os resultados de campanhas publicitárias e ações de marketing

Faça download aqui